top of page

Termos usados no Mercado Financeiro

Glossário de Finanças


Vamos compreender alguns termos usados no mercado?


Quem não ouviu falar em:


Ação Virou Pó: Este termo é empregado quando o valor investido em um papel apresenta uma perda expressiva, perde seu valor de mercado.

IPO: Initial Public Offering é o processo de abertura de capital de uma empresa s.a. que ocorre pela primeira emissão de suas ações no mercado.

Stop Loss: Mecanismo usado para controle de perdas no mercado de ações.

LTA: Linha de tendência de alta é formada por uma elevação no preço das ações e pode ser visualizada por uma diagonal ascendente nos gráficos de ações.

LTB: Linha de tendência de baixa é formada por uma queda no preço das ações e pode ser visualizada por uma diagonal descendente nos gráficos de ações.

Agulhada: A ação sofre uma variação brusca e rápida de preço para alta ou para baixa e depois retorna ao mesmo ponto antes da variação.

Andar de Lado: Quando a ação não apresenta tendência de alta ou baixa.

Flipar: Investidor compra as ações em um IPO e as vende na estréia do papel no mercado, objetivo é ter o lucro devido a alta procura.

Sardinha: Termo empregado aos pequenos investidores.

Tubarão(Shark): Termo empregado a grandes investidores.

Trigger ou gatilho: Determina o fato que desencadeou o movimento de alta e baixa de uma ação.

Touro (Bullish): Mercado com tendência de alta.

Urso (Bearish: Mercado com tendência de queda.


ADR: American Depositary Receipt - recibos de ações emitidos por bancos americanos lastreados em ações de empresas de outros países.

BDR: Brazilian Depositary Receipt - recibos de ações emitidos por bancos brasileiros lastreados em ações de empresas de outros países.

Arbitragem: Estratégia de investimento que consiste em realizar lucros com operações em diversos mercados.

Benchmark: Índice de referência para uma carteira de investimentos.

Blue Chip: Ações com maior liquidez na bolsa de valores, facilmente se convertem em recursos.

Small Caps: Ações com baixa liquidez na bolsa de valores.

Call: Opção de compra ou ativo que concede o direito de comprar algo em seu vencimento.

Put: Opção de venda ou ativo que concede o direito de vender algo em seu vencimento.

Candle: Gráfico em forma de vela japonesa. Serve para medir o preço de abertura do mercado, fechamento, preço máximo e mínimo.

Mercado à vista de ações: O investidor pode comprar e vender as ações em dias diferentes e normalmente em lotes de 100 ações.

Mercado Fracionado de Ações: Permite a compra de ações por unidades.

Day Trade: Compra e venda de ações no mesmo dia.

Dividend Yield: Indica uma ação que esta para pagar dividendos procurada por investidores por apresentar uma chance de lucro, também serve para medir a performance da empresa.

Hedger: Investidor que assume posições para se proteger da volatilidade dos ativos.

Resistência: Determina um ponto onde o preço de uma ação encontra resistência em superar.

Swap: Contrato de derivativo usado para troca de fluxo de pagamentos.

Long-Short: Ficar comprado e vendido em uma operação.

Asset Allocation: Estratégia que busca alocar ativos levando em conta: Taxas, retornos, classe dos ativos e tempo.

Stock Pick: Uma analise mais detalhada para determinar o momento certo de compra e venda de um papel, também conhecido como gerenciamento do ativo e sua exposição pode ser de curto ou longo prazo e dependerá da perspectiva do investidor ou do analista da carteira de investimentos.

Open Market: Mercado onde o Bacen negocia dívida publica com os bancos.

Dealers: São Instituições financeiras credenciadas no tesouro nacional para negociar as emissões de títulos no mercado primário e secundário de títulos públicos federais.


Referências


https://www.investopedia.com


88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page